Especial transmídia do O POVO discute potencial científico e turístico do Geopark Divulgação

Especial transmídia do O POVO discute potencial científico e turístico do Geopark

O POVO lançou em suas plataformas impressa e online, o especial "Destino Geopark Araripe". Trata-se de uma grande reportagem que se desdobra em caderno especial de 12 páginas, assinada pelo repórter Demitri Túlio e pelo fotógrafo Fábio Lima, e mais hotsite (https://especiais.opovo.com.br/geoparkararipe/), websérie (youtube.com/opovo e opovo.com.br/videos  -  https://www.youtube.com/watch?v=KmIL5MK09qQ&t=6s ) , podcast, debates e entrevistas na rádio O POVO CBN e informações compartilhadas nas mídias sociais do Grupo O POVO. 
 
O especial apresenta e discute o potencial científico, geoturístico e sustentável do primeiro geoparque das Américas e único no Brasil chancelado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

O Geopark Araripe, esquadrinhado no território de seis municípios do Cariri cearense, é um laboratório de possibilidades e descobertas para o Brasil e o mundo. No sul do Ceará, a Unesco resolveu apostar na reverberação sobre a importância geopaleontológica dali para compreensão das reviravoltas ambientais da Terra há milhões de anos e suas atualizações. Uma aposta, também, na insistência por um ser humano cada vez mais sustentável a partir do lugar de existência.

A Chapada do Cariri é o lugar de maior incidência no mundo de fósseis de pterossauros, por exemplo. São pelo menos 25 descritos pela paleontologia. Um dos motivos para ter sido incluída na rede de geoparques da Unesco como um dos 140 territórios ativos para exercitar a consecução dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 das Nações Unidas.

O Geopark, administrado pela Universidade Regional do Cariri (Urca), é reconhecido como "bom exemplo de intervenção territorial focada na proteção e promoção do patrimônio natural e cultural colocados a serviço dos habitantes e visitantes que o demandam". A afirmação é do professor lusitano Artur Agostinho Sá de Abreu, coordenador da Cátedra Unesco em Geoparques, Desenvolvimento Regional Sustentável e Estilos de Vida Saudável da Universidade Trás-os-Montes e Alto Douro (Utad) e do Geoparque Arouca, de Portugal.
 
Anuário do Ceará - Geopark Araripe é, também, o tema do Anuário do Ceará 2019-2020. A publicação traz um capítulo especial sobre o assunto e tem o projeto gráfico, tanto do livro como do site, baseado em elementos do primeiro geoparque das Américas .