Gazeta do Povo mantém assinantes ao trocar o papel pela web

Gazeta do Povo mantém assinantes ao trocar o papel pela web

Anunciada nos primeiros dias de abril, a decisão do jornal Gazeta do Povo, do Grupo Paranaense de Comunicação (GRPCOM), de abandonar as edições impressas para a publicar apenas no meio digital, com ênfase no mobile, passa a ser uma realidade na próxima quinta-feira (1º/6). A virada é tida como a mais ousada transformação de modelo de negócios da indústria de notícias do Brasil e, segundo a empresa paranaense, começa com uma base de assinantes digitais muito além da expectativa inicial.
 
Desde o anúncio da mudança, o jornal colocou em prática uma cuidadosa ação de contato com cada assinante do diário, um trabalho que resultou em uma taxa 92% de adesão de leitores ao novo modelo (migração para o formato de impresso semanal ou para a assinatura puramente digital). Apenas 8% deixaram de assinar o jornal. Os primeiros indicadores também são animadores para um dos pilares do novo formato: a inversão da principal fonte de receita, dos anúncios para as assinaturas, aumentando a rentabilidade.
 
“Nos nossos planos, tínhamos calculado 60% de conversão. Mas nós estamos tendo uma resposta espetacular”, afirmou o presidente do GRPCOM, Guilherme Pereira, ao Centro Knight. O jornal possui atualmente 62 mil assinantes, entre digital e impresso. Em junho, a partir da pequena redução projetada para o momento da transformação no modelo de publicação e circulação – que vai manter e melhorar as versões impressas da edição de fim de semana da Gazeta do Povo e de suas três revistas, Bom Gourmet, Haus e Viver Bem –, o jornal estabeleceu como meta chegar a 50 mil assinaturas digitais até o fim do mês e 300 mil até o final de 2018.
 
Com isso, a Gazeta busca acelerar uma alteração que já está em curso no orçamento. O objetivo é chegar a ter 30% da receita vinda da publicidade e 70%, de assinantes. “A publicidade, neste ano, ainda vai ser maior, vai ser cerca de 60% da receita”, disse Pereira. A boa recepção dos leitores também foi sentida em outra frente.  Em meados de abril, a Gazeta do Povo atingiu mais de 1,2 milhão visitantes únicos diário em sua plataforma, número aproximadamente 200% superior à média diária de 2017.
 
O projeto da Gazeta do Povo exigiu muita pesquisa e investimentos de R$ 23 milhões nos últimos três anos, tem foco na inovação, na tecnologia com ênfase na distribuição de conteúdos pagos (subscriptions first) em equipamentos móveis (mobile first), como smartphones, especialmente, e tablets. O diário também investiu no jornalismo de impacto social, ainda mais qualificado e atraente. Aos anunciantes, o jornal oferecerá vantagens, por meio de espaços premium e segurança no ambiente online – o veículo do Paraná vai incrementar as iniciativas de seu núcleo especializado em branded content e em publicidade customizada. Saiba mais sobre o projeto neste texto do Jornal ANJ Online.
 
Leia mais em:
 



Mídia