Jornais e revistas investem mais e colecionam resultados positivos em assinaturas digitais, diz novo estudo Reprodução

Jornais e revistas investem mais e colecionam resultados positivos em assinaturas digitais, diz novo estudo

Os jornais “estão duplicando o conteúdo e a tecnologia das assinaturas digitais”, tornando-os “foco-chave na receita para 2019”, diz o mais recente levantamento da pela rede mundial de mídia FIIP, que engloba 53 veículos de todo o mundo. O estudo da FIIP aponta para um crescimento de aproximadamente 3 milhões de assinaturas digitais em comparação ao relatório anterior, relatou o site Poder360.

“A FIPP estabeleceu uma referência anual para medir a integridade dos esforços dos editores para gerar receita de leitores por meio de conteúdo pago. Estamos felizes em saber que o relatório deste ano abrange mais revistas que entraram nesse campo. Mostra que o conteúdo pago é um verdadeiro fenômeno global, com exemplos de sucesso em todo o mundo”, disse o CEO da FIPP, James Hewes.

O jornal norte-americano The New York Times é o veículo jornalístico com mais assinantes digitais do mundo, de acordo com o segundo relatório anual Global Digital Subscription Snapsho, da FIIP, divulgado nesta semana.  Entre os brasileiros, informou o site Poder360, a Folha de S. Paulo é o diário com maior número de assinantes online.

Os veículos dos Estados Unidos dominaram a lista. Na primeira colocação, o The New York Times aparece com 3,3 milhões de assinaturas digitais até o fim do ano passado. O segundo colocado é o The Wall Street Journal, com 1,5 milhão de usuários pagos, enquanto o The Washington Post tem 1,2 milhão de assinantes, na terceira colocação.

Uma assinatura semanal do The New York Times custa, em média, US$ 2, diz o Poder360. O The Wall Street Journal comercializa seus serviços a US$ 19,50 por semana. Os assinantes do The Washington Post pagam US$ 6,25 por semana para ter acesso ao conteúdo exclusivo do site.

Mais abaixo, relata o Poder360, estão dois dos mais tradicionais jornais britânicos: Financial Times e The Guardian, que juntos somam 1,31 milhão de assinantes. Além deles, a revista The Economist e o jornal Times of London fecham os 4 ingleses na lista dos dez primeiros. O diário japonês Nikkei é o mais bem colocado fora do rol de países de língua inglesa, continua o Poder360. A Folha de S.Paulo, único veículos brasileiro na lista, é o 1º entre os jornais latino-americanos, com cerca de 192 mil assinantes. Os argentinos Clarín (26º) e La Nación (30º) também representam a região.

Leia mais em:

https://www.fipp.com/news/insightnews/publishers-double-down-paywall-content-digital-subscriptions-revenue

https://www.poder360.com.br/midia/ny-times-e-o-veiculo-com-mais-assinantes-digitais-folha-ocupa-o-13o-lugar/