Entidades internacionais pedem apoio da ONU para resgatar a livre expressão na Nicarágua Reprodução/SIP

Entidades internacionais pedem apoio da ONU para resgatar a livre expressão na Nicarágua

Representantes da rede IFEX-ALC, organização de defesa das liberdades de expressão e imprensa, da Associação Mundial de Rádios Comunitárias (AMARC-ALC) e da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) se reunirão, em 15 de maio, com integrantes dos estados-membros da Organização das Nações Unidas (ONU),em Genebra, para propor recomendações com o objetivo de reverter a escalada de repressão na Nicarágua. As entidades indicam como principal desafio o imediato enfrentamento aos ataques contra jornalistas e o clima de impunidade; à censura indireta; e à criminalização da livre expressão e do direito de reunião.

Marianela Balbi, presidente do Comitê Coordenador da IFEX-ALC, presente em 15 países de América Latina e Caribe, disse que o apoio da ONU às recomendações, que tem base nos testemunhos de jornalistas e ativistas que estão atuando nos últimos meses na Nicarágua, seria um claro e fundamental sinal ao governo do presidente Daniel Ortega sobre sua “incapacidade para proteger os direitos essenciais”. O encontro ocorrerá no mesmo período do Exame Periódico Universal da Nicarágua (EPU), uma revisão dos direitos humanos feita por cada estado-membro, realizada a cada cinco anos. "Sem, liberdade de imprensa não há liberdade" reforçou Monica Valdes, vice presidenta AMARC-ALC.

Leia mais em:

https://www.sipiapa.org/notas/1213132-ifex-alc-amarc-alc-y-sip-presentaran-recomendaciones-la-onu-el-deterioro-la-libertad-expresion-nicaragua