O Liberal, uma nova marca, um novo conceito de jornal Divulgação

O Liberal, uma nova marca, um novo conceito de jornal

O Jornal O Liberal está de cara nova: mudou a sua logomarca – agora sem o fundo azul - e passou por uma mudança gráfica, num layout mais moderno, mais clean, proporcionando uma leitura mais prazerosa, com fontes maiores, num conjunto harmônico em que os títulos de páginas são graficamente mais dinâmicos, proporcionando uma interação maior com o leitor. O lançamento do novo projeto aconteceu na edição de domingo, dia 18 de novembro de 2018, comemorativa aos 72 anos de fundação de O LIBERAL.

Ao longo dos anos, o jornal vem passando por várias mudanças gráficas, passando a imprimir suas páginas 100% coloridas no final da década de 1990, tendo sido vencedor de prêmios internacionais de excelência em impressão gráfica, como Theobaldo de Nigris (2011) e Fernando Pini (2010 e 2016).

Hoje, em função dos novos padrões de comportamento do leitor, levando-se em conta o advento da internet e das redes sociais, o jornal impresso passa a utilizar uma plataforma de integração multimídia. O novo projeto gráfico surge como instrumento para atrair pelo aspecto imagético, proporcionando prazer diante de um cenário agradável, de rápido acesso, portanto não cansativo, com textos mais curtos e concisos e imagens que falam por si.

É esse conjunto – que reúne em suas páginas leitura agradável e o prazer proporcionado por uma estética de fácil consumo – que o jornal passa agora a oferecer aos seus leitores, colaboradores e anunciantes.

As páginas internas do novo O LIBERAL ganharam mais diversidade. As opções de título e localização de fotos foram ampliadas. Ao invés de títulos somente em seis colunas, numa só linha, temos agora a opção de uma grande variedade de títulos em duas, três e quatro linhas. A verticalização do grid permite, portanto, modelos de página mais fluidos, propiciando melhor utilização dos elementos gráficos da página.

As fotos ganham, dessa forma, importância fundamental no novo projeto, principalmente na capa do jornal e dos cadernos, com a sobreposição de textos às fotos.

Outro aspecto enfatizado são os infográficos distribuídos nas páginas, mas integrados ao texto e fotos, formando um conjunto estético, e não apenas um elemento auxiliar ao texto escrito, com mais áreas em branco, que dão contraste maior aos elementos destacados, proporcionando harmonia entre os elementos da página.

O novo projeto valoriza as linhas gráficas, destacando mais as caixas de textos, que passam a funcionar como um elemento de contraste estético, e não apenas como caixas de texto informativo, fazendo com que o leitor foque sua atenção tanto na imagem quanto no texto de forma rápida e objetiva, acabando-se, portanto, com grandes massas de textos. Dessa forma, a diagramação alia harmonicamente os elementos gráficos.

A capa do jornal apresenta um número menor de chamadas, com novo frontispício móvel, o que abre mais espaço para a marca, com manchetes em caixa alta que dão maior ênfase ao aspecto gráfico, o que é, sem dúvida, o diferencial do novo jornal.