Huw Edwards Huw Edwards /Reprodução

BBC envia seus jornalistas mais bem pagos às escolas para ensinar sobre notícias falsas

Uma das tarefas do jornalismo no combate às falsas notícias é a de orientar a audiência, principalmente a mais jovem, a identificar e saber lidar com as mentiras, distorções e discursos de ódio espalhados na internet. Até então essa convicção permanecia muito mais no campo das intenções, mas a emissora pública de televisão britânica, a BBC, acaba de estabelecer ações práticas e contundentes: resolveu enviar alguns dos seus jornalistas mais bem pagos às escolas como parte de um grande projeto de educação midiática.

Huw Edwards, Kamal Ahmed e Amol Rajan, Tina Daheley e Nikki Fox estão entre aqueles que visitarão cerca de mil escolas do Reino Unido, em turmas equivalentes ao ensino médio no Brasil. Além dos encontros com os jornalistas, a iniciativa irá fornecer orientações em aula, presenciais ou online, incluindo tutoriais em vídeo. O programa também incluirá um jogo interativo desenvolvido pela Aardman, que permitirá aos jogadores experimentar o que é ser um jornalista da BBC dentro da redação.

A programação inclui ainda uma turnê (Reality Check Roadshow), na qual as escolas locais poderão nomear seus próprios alunos verificadores de fatos (Reality Checker) para participarem de uma dúzia de eventos regionais. Alguns serão convidados a apresentar seus relatórios no BBC School Report News Day em março de 2018.

"Nunca foi tão importante que os jovens desenvolvam seus pensamentos críticos e sejam alfabetizados, desenvolvendo as habilidades para filtrar a falsidade da verdade, especialmente em suas enormes atividades em mídia", disse James Harding, direto da BBC.

Leia mais em:

http://www.pressgazette.co.uk/huw-edwards-and-kamal-ahmed-among-bbc-journalists-sent-into-schools-as-part-of-major-fake-news-education-project/

http://kidscreen.com/2017/12/06/bbc-wants-to-help-uk-kids-improve-media-literacy/