Jornalistas do Le Monde e da AFP ensinam jovens franceses a identificar notícias falsas Reprodução/Le Monde

Jornalistas do Le Monde e da AFP ensinam jovens franceses a identificar notícias falsas

Uma centena de jornalistas do jornal Le Monde e da Agênca France-Presse (AFP) estão engajados na realização de oficinas de educação midiática a jovens da França, em especial os do ensino médio, com o objetivo de ensiná-los a diferenciar conteúdo jornalístico das falsidades na web. Para o atual ano letivo francês, o objetivo é promover pelo menos 300 intervenções em todo o território do país, por meio da parceria entre Le Monde e AFP denominada Entre les lignes. O projeto, que também oferece treinamento a professores e educadores, tem o apoio dos ministérios da educação e da cultura franceses, do Centre de l’éducation aux médias et à l’information (Clemi) e da Fondation de France.

“Não se trata de fazer estudantes em jornalistas, mas sim cidadãos esclarecidos, capazes de resolver as informações e imagens que recebem diariamente, duvidar da fonte de uma publicação e entender a importância do jornalismo e do pluralismo da imprensa”, informou o diário francês que em fevereiro deste ano firmou compromisso com a educação de mídia. “Mais do que nunca, os jornalistas estão interessados ​​em transmitir seus valores de liberdades de imprensa e de expressão e tentar restaurar um vínculo de confiança com os jovens", disse Jérôme Fenoglio, diretor do Le Monde.

http://www.lemonde.fr/entre-les-lignes/article/2017/12/06/des-journalistes-du-monde-et-de-l-afp-s-engagent-pour-l-education-aux-medias-et-a-l-information_5225784_5156314.html