Assembleia geral da SIP debate repressão dos governos da Venezuela, Nicarágua e Cuba à imprensa Reprodução

Assembleia geral da SIP debate repressão dos governos da Venezuela, Nicarágua e Cuba à imprensa

As violações às liberdades e aos direitos civis na Venezuela (do presidente Nicolás Maduro), na Nicarágua (Daniel Ortega) e em Cuba (Miguel Díaz-Canel) receberão atenção especial dentro da programação da 75ª Assembleia Geral da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), a exemplo do que já ocorreu em março durante a reunião de meio ano da entidade, na Colômbia. A assembleia da SIP será realizada entre os dias 4 e 7 de outubro, em Miami.

Em comunicado nesta terça-feira (20), a SIP destacou a situação do jornalista Wilmer Quintana García, preso desde 18 de julho na Venezuela. O jornalista, que publicou em sua conta no facebook denúncias de corrupção na prestação de serviços públicos no estado de Guárico, foi detido pelo delito de promoção e incitação ao ódio, previsto em legislação específica da Venezuela.

A SIP informa ter constatado em junho, quando uma delegação da entidade visitou a Nicarágua, que a repressão do governo Ortega permanece sufocando a imprensa livre. A organização estima que neste momento mais de 70 jornalistas estejam exilados, depois que foram obrigados a deixar o país.

Em Cuba, a SIP alerta para o aprofundamento das limitações das liberdades de imprensa e de expressão a partir da vigência da nova constituição do país, promulgada em abril. A entidade critica em especial o artigo 55 da constituição cubana, segundo o qual “o Estado estabelece os princípios de organização e funcionamento para todos os meios de comunicação social". A entidade adverte ainda para o uso por parte do governo de Cuba do código penal e da chamada Lei da Mordaça com o objetivo de censurar a imprensa, que segue indefesa no país do ponto de vista jurídico.     

Além dos ataques às liberdades de imprensa e de expressão, a assembleia da SIP debaterá outros desafios do setor. Durante o encontro, a entidade entregará os prêmios de excelência jornalística aos vencedores da edição de 2019. Inscrições neste link.

Leia mais em:

https://www.sipiapa.org/notas/1213346-la-sip-vigilante-situacion-la-prensa-venezuela-nicaragua-y-cuba