Segurança da marca, jogos on-line e podcasts estão no topo da agenda da publicidade digital para 2020, diz estudo Reprodução

Segurança da marca, jogos on-line e podcasts estão no topo da agenda da publicidade digital para 2020, diz estudo

Privacidade e segurança da marca em um mundo programático, desaceleração no crescimento das mídias sociais e o potencial da publicidade em jogos on-line e podcasts. Essas são as principais tendências para a mídia em 2020 apontadas pela análise final deste ano dos relatórios da pesquisa continuada Global Advertising Trends, da WARC Data.

A maior parte dos profissionais de marketing consultados pelo estudo afirma que “mudar o sentimento do consumidor” em relação ao uso de dados é hoje um tópico decisivo. Pesquisas mostram que muitos consumidores tomaram medidas para limitar sua presença on-line devido a preocupações com o uso indevido de dados, com 44% reduzindo a quantidade informações que compartilham e mais de um quarto (27%) fazendo uso de um bloqueador de anúncios.

A maioria dos entrevistados afirma que suas organizações implantaram medidas para melhorar a privacidade de dados, mas 14% afirmam não possuir uma estratégia de proteção de informações. Um problema contínuo é como esses dados são usados na comercialização de anúncios, principalmente na publicidade programática – 50% dos profissionais concordam que a tecnologia de anúncios ainda não atingiu seu potencial. A privacidade continuará na agenda do mercado dos Estados Unidos em 2020, muito por causa da Lei de Privacidade do Consumidor da Califórnia (CCPA).

Um em cada cinco profissionais de marketing, diz o estudo, pretende reduzir os gastos no Facebook em 2020, com Twitter e Snap também enfrentando a perspectiva de um crescimento discreto da receita. A tendência ocorre em um momento de elevado índice de desconfiança nas mídias sociais, seguido de pressão por maior regulamentação das empresas de tecnologia. Os níveis mais altos de desconfiança são registrados na Grã-Bretanha (83%), Suécia (81%) e França (79%). Os Estados Unidos estão em sétimo lugar com 70%. Espera-se que o gasto com anúncios na internet, excluindo Google e Facebook, tenha diminuído pelo segundo ano consecutivo em 2019.

Jogos on-line e podcasts podem ser as grandes estrelas de 2020, afirma o estudo. Quase um em cada quatro adultos assistiu a uma transmissão ao vivo de jogos em novembro, e isso aumenta para quase um em cada três entre as idades de 16 a 24 anos. O YouTube, do Google, e o Twitch, pertencente à Amazon, dominam as transmissões ao vivo, que se apresentam como oportunidade para anunciantes que buscam alcançar jovens públicos.

A publicidade em podcast ainda não deslanchou, mas os investimentos das marcas devem dobrar para US$ 1,6 bilhão até 2022. Os anunciantes, segundo a pesquisa, estão atentos ao alto nível de engajamento dos ouvintes de podcasts: 17% são "muito mais propensos" a considerar uma marca depois de ouvir seu anúncio durante um podcast, enquanto 37% têm "um pouco mais de probabilidade".

Leia mais em:

https://www.warc.com/newsandopinion/news/warc_global_advertising_trends_three_themes_from_2019/43054?utm_source=daily-email-free-link&utm_medium=email&utm_campaign=daily-email-emea-prospects-20191218